Home » GridPortfolio » VANE TEST – ENSAIO DE PALHETA

VANE TEST – ENSAIO DE PALHETA

Publicado em 24/12/2016

 

VANE TESTS (ENSAIOS DE PALHETA)

 

Os vane tests, ou ensaios de palheta, tem por finalidade a determinação da resistência ao cisalhamento de argilas moles saturadas, submetidas à condição de carregamento não drenado (Su).

 

Este teste, normatizado pela ABNT NBR 10905/89  e ASTM D2573-08, consiste na cravação estática de palheta de aço, com secção transversal em formato de cruz com dimensões padronizadas, inserida até a posição desejada para a execução do teste.

 

A ponteira é cravada, utiliza o sistema duplo de hastes, visa eliminar qualquer atrito da haste da palheta de teste com o solo e elimina interferências nas medidas de resistência.

 

Uma vez posicionada, aplica torque à ponteira por meio de unidade de medição, com velocidade de 6 graus / minuto. O torque máximo permite a obtenção do valor de resistência não drenada do terreno, nas condições de solo natural indeformado.

 

Posteriormente, para obtenção da resistência não-drenada, representativa de uma condição pós-amolgamento da argila, gira-se a palheta rapidamente por 10 voltas consecutivas, obtendo-se a resistência não drenada do terreno nas condições de solo “amolgado”, permitindo avaliar a sensibilidade da estrutura de formação natural do depósito argiloso.

 

O equipamento utilizado pela Damasco Penna é do tipo “A”, controlado eletronicamente, garantindo resultados e leituras precisas.

 

Resultados

 

Através dos ensaios de palheta (Vane Test), podem-se obter os seguintes resultados:

    • Gráfico de torque em função da rotação
    • Resistência não drenada nas condições naturais (Su)
    • Resistência não drenada nas condições amolgadas
    • Sensibilidade da estrutura da argila

 

 

Vane Test da fabricante Holandesa Ap Vd Berg

 

 

 

 

VANE - EXEMPLO 1 Exemplo de resultado